Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Em Maio, pedi-vos conselhos sobre o que levar para a maternidade. Passado o parto, conto-vos o que levei, o que não foi preciso - a maioria das coisas - e o que me salvou a vida.

 

 

Na minha mala:

- 3 camisas de noite: só usei duas. A terceira era cinza claro e foi uma parvoíce tê-la comprado nesta cor porque acabei por não usar com medo de a manchar de sangue. Todas as camisas tinham botões à frente para facilitar a amamentação. Um pormenor totalmente casual mas que foi muito útil: todas tinham um bolsinho no peito que estava mesmo a mão para colocar o cateter da epidural. Comprei na primark, salvo erro a 6€ cada uma. Não são lindas e são gigantes, mas assim não me sinto mal por nunca mais as usar.

 

- 1 pijama de gravidez: pus na mala no ultimo dia e deu um jeitão. Muito mais confortável do que as camisas, e por ser de gravidez (com faixa na barriga e suporte interior para o peito), não apertava em lado nenhum. Também da primark.

 

- Roupão de verão: conforme foi, voltou. Nem o tirei da mala.

 

- Chinelos de quarto e chinelos de banho: para andar no quarto levei uns descartáveis, muito confortáveis e que depois foram directos para o lixo. Para o banho levei umas havaianas que não me serviram porque os pés incharam imenso. Acabei por tomar descalça.

 

- Cuecas: não levei descartáveis por serem tão grandes e desconfortáveis. Comprei dois packs de cuequinhas de algodão na primark e pronto. No final, as que ficaram manchadas foram para o lixo.

 

- Cuecas de incontinência: tinha lido em blogs de maternidade que seria muito útil, mas nem as usei. Talvez por ter sido uma cesariana, a hemorragia não foi muito intensa, e os pensos que o hospital deu foram suficientes.

 

- Pensos para o pós-parto: acabei por não usar também, porque o hospital fornecia. Usei em casa, e recomendo.

 

- Artigos de higiene: levei champô, condicionador, hidratante, leite de limpeza para a cara, creme de dia, discos de algodão, cotonetes, desodorizante, creme para estrias, sérum para estrias, escova e pasta de dentes, escova do cabelo, e sei lá o que mais. Usei apenas o básico, não havia tempo/vontade/moral para mais. O champô seco foi um verdadeiro life saver: no dia do parto não podia sequer levantar-me e o banho foi de esponja, no dia seguinte fui autorizada a tomar um banho rafeiro - não podia molhar as costas nem a zona do corte - só no terceiro dia consegui lavar o cabelo em condições.

 

- Artigos cosméticos: levei bb cream, corrector de olheiras, pó compacto, a prancha do cabelo, perfume, toalhitas, água termal, etc. Não usei nada.

 

- Batom de cieiro: outro salva-vidas no dia do parto. Nas primeiras horas não podia comer nem beber nada, e os lábios estavam tão secos que foi um alívio tê-lo à mão.

 

- Elásticos de cabelo, ganchos, fitas: não sei como teria sobrevivido sem eles.

 

- Revistas e um livro: LOL. Onde estava com a cabeça? Já passou um mês e ainda não os li.

 

- Máquina fotográfica, carregadores, power bank: o carregador de telemóvel é indispensável, claro. A power bank nem me lembrei que tinha. A máquina foi asneira, o telemóvel tem melhor resolução e é mais do que suficiente.

 

- Documentos mãe e bebé: tudo o que eram exames, análises, livro de grávida, devidamente organizado cronologicamente numa capinha de plástico. Entreguei à obstetra antes do parto, e devolveram-me à saída.

 

- Sutiãs de amamentação: comprei e levei vários, mas achei desconfortáveis. Só gostei deste. Tinha levado também uns normais mas de tamanho maior, e foram os que usei mais.

 

Creme para mamilos e discos de amamentação: Não fiquei fã do creme, e acabei por trocar, dias mais tarde, pelo Purelan. Já os discos da Lansinoh são muito bons: feitos de um material semelhante às fraldas, não ficam húmidos e por isso não colam à pele. Falarei mais sobre isto depois.

 

- Chocolate: soube-me pela vida.

 

- Pijama, roupa interior e escova de dentes para o pai: apesar de ele ter passado todas as noites connosco, foi a casa todos os dias garantir que os animais estavam bem, e por isso aproveitou para tomar banho e trocar de roupa, por isso isto foi mais do que suficiente para ele.

 

 

 

Não levei: toalhas (o hospital oferecia), touca para cabelo (não gosto), roupa para a saída (decidi que seria a mesma roupa da entrada).

Fez-me falta: conchas de amamentação (comprei dias mais tarde), cinta pós parto (acabei por não comprar), mais espaço no telemóvel (não há milagres), snacks (as noites são infinitas e a fome ataca), uma luz de presença (dormir no escuro não era opção, e as luzes do hospital são muito fortes. Acabamos por seguir conselho de uma enfermeira e colocar uma toalha por cima da luz superior da cama).

 

 

 

Na mala do bebé:

- Fraldas: levei de várias marcas diferentes, e as que mais gostei foram as dodot sensitive. O indicador de humidade dá um jeitão quando o bebé faz xixis tão pequeninos que não temos a certeza se a fralda está ou não suja, e permite ver o seu estado sem ter que despir o bebé. Levei uma fralda por cada conjunto e mais umas 15 extra.

 

- 8 conjuntos de body interior com abertura à frente + calças interiores + babygrow, de diferentes tamanhos. Tinha dois mais pequenos, um muito grande, um grande e quatro de tamanho intermédio. O pai acabou por ter que ir a casa buscar mais porque os pequenos eram muito pequenos e os grandes eram enormes.

Organizei todos os conjuntos em sacos de congelação do ikea (são enormes). Cada saquinho tinha o conjunto completo e uma fralda, e escrevi por fora com uma caneta daquelas de escrever em CDs o seu conteúdo, para ser fácil de identificar. Fiz o mesmo com a minha roupa.

 

- Saco da primeira roupinha: um saquinho-envelope bordado que foi comigo para o bloco e levava: body interior, calcinhas interiores, primeira roupinha, gorro, luvas, casaquinho e botinhas de lã. Para o bloco foi também uma mantinha.

A primeira roupa que escolhi foi asneira. Era um conjunto calça-jardineira de algodão e camisola, muito fofo mas nada prático. Fica a nota para uma próxima: nenhum bebé precisa que lhe enfiem uma camisola pela cabeça ao nascer. Não usamos o casaquinho nem as luvas - nasceu em Agosto, pelo amor da santa!

 

- Saquinho com babetes: totalmente inútil, nem o abrimos.

 

- Duas chupetas diferentes: usamos uma logo na segunda noite.

 

- Saquinho com botinhas de lã, luvinhas, meias e gorros variados: não usamos nada.

 

- 3 casaquinhos de malha: também não foi necessário, continuava a ser Agosto...

 

- Duas mantinhas: uma foi connosco para o bloco e usamos nos primeiros dois dias, até ele lhe fazer um xixi monumental em cima. A outra usamos até vir para casa.

 

- 6 Fraldas de algodão: úteis para tudo e mais alguma coisa. Não foram suficientes e o pai teve que ir buscar mais a casa.

 

- Toalhitas: levei mas não usei, não é recomendado nas primeiras semanas.

 

- Estojo de higiene do bebé: usamos apenas a escova e as limas da unhas.

 

 

Não levei: toalhas (o hospital oferecia), roupa para a saída (os bebés querem-se confortáveis, por isso saiu de babygrow), produtos de higiene (não é recomendado nas primeiras semanas, e o hospital ofereceu um kit da mustela para o caso de ser preciso), saco de passeio/fraldas (viemos do hospital directos para casa).

Fez-me falta: compressas (as que o hospital deu não chegaram, e o pai teve que ir buscar mais a casa), fraldas (levei poucas), mais roupa, mais fraldas de pano.

 

 

No geral acho que levei demasiadas coisas e me esqueci de outras que poderia ter considerado. Para uma próxima, ficam as dicas ;)

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De angelasoeiro a 13.09.2017 às 19:04

Fiz a minha mala este fim de semana.
Ao que tudo indica será parto natural, por isso na minha lista não pedem tantos conjuntos de roupinhas para o bebé.
E acho que temos as mesmas camisas de dormir :)
Imagem de perfil

De Mia a 15.09.2017 às 19:15

Está quase! Que corra tudo bem (e rápido!) Image

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Oh, não gostaste do que escrevi?




Quem vem lá

Site Meter