Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ainda na aula sobre amamentação aprendi que devemos amamentar sempre e nunca desistir, dê por onde der. Mamilos gretados e ao dependuro? Continuem a amamentar. Mastites? Continuem a amamentar. Sangue e lágrimas a escorrer-vos só de pensar na hora da mama? Não desistam. A criança tem dentes? Continuem a amamentar. O puto come de garfo e faca já? Mama em pé? É continuar sempre a amamentar, é a melhor bênção da vida e a única forma de o vosso filho vos amar.

 

Fundamentalistas da mama, adoro 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:13


2 comentários

Imagem de perfil

De nada acontece por acaso a 24.06.2017 às 15:06

Dei de mamar à minha primeira filha, mas foi uma experiência que detestei. A bebé era muito pequenina, nas mamava o suficiente, eu tenho mamilos invertidos - o que só complicava a situação - não houve bicos de silicone que me valessem, fiz mastites e tudo o mais que pode haver de mau. Insisti, mais por pressão do que por vontade própria, durante um mês e meio. Era um desespero para ela e para mim. Respirei de alívio quando a amamentação acabou. Aquela má experiência marcou-me de tal forma que assim que soube que estava grávida de novo, e já passados 4 anos, decidi que não ia dar de mamar aquele bebé. Falei com a minha médica que bem sabia o que tinha passado da 1ª vez e concordou comigo. No hospital quase fui crucificada por outros médicos e enfermeiras, e depois até por algumas pessoas próximas. Borrifei-me nas opiniões alheias e foi o melhor que fiz. Sem sobressaltos, sem angústias, sem bebé a perder peso etc. 13 anos depois é um rapagão e tanto e sem nunca ter tido doenças nenhumas de maior, só varicela mesmo, mas isso quase todos têm. Não me venham cá com merd@as que não fui menos mãe por isso. Nem por ter precisado de uma cesariana no primeiro parto, não por opção minha, mas porque a bebé entrou em sofrimento durante o parto, como me chegaram a dizer "ah tu não sabes o que é ter filhos, cesariana não é parir". Para a pata que os pôs a todos. Cada um é como cada qual e cada um sabe de si. Mães de primeira viagem, façam o que acham que devem fazer, sigam o vosso instinto, ninguém melhor que vocês conhecem o vosso corpo e o vosso filho.
Imagem de perfil

De Mia a 26.06.2017 às 10:08

É exactamente como eu penso. Tentaste a amamentação, tentaste o parto natural. Não deu? Pois paciência, se existem alternativas é para as usar. E nem que não o tivesses tentado! Da mesma forma que respeito quem acha a amamentação um acto divino, respeito quem não o quer fazer. E gostava que os nossos profissionais de saúde (pelo menos) fizessem o mesmo.

Comentar:

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Oh, não gostaste do que escrevi?




Quem vem lá

Site Meter