Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O jogo das parecenças

por Mia, em 03.10.17

Começou tinha ele umas 2h de vida no máximo, e nunca mais parou. A conversa e sempre a mesma: é parecido com o pai. Sempre, de todas as vezes que o vêem, sempre as mesmas pessoas, sempre a mesma conversa já mete nojo. Vou mandando a boca do costume, que ele é parecido com o carteiro ou com o homem do gás, e sorrio, sorrio para não agredir ninguém, mas não está fácil.

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

Imagem de perfil

De Life Inc a 03.10.2017 às 08:56

Posso deixar aqui uma pérola da minha sogra? Baby M nasce a cruzar os dedos... Ah é tal e qual o pai, também fazia isso em pequenino!Image

xoxo
Marta
Imagem de perfil

De Mia a 16.10.2017 às 10:21

AHAHAHAHAHAH. Genial.
Sem imagem de perfil

De joana madeira a 03.10.2017 às 14:20

O pior é quando dizem que é parecida com o tio. A sério, não há paciência... estão à espera que digamos que sim, que é tal e qual? não se percebe.
Imagem de perfil

De Mia a 16.10.2017 às 10:17

Também não entendo... Por aqui, aparentemente é parecido com toda a gente menos com a mãe. Acho giro.
Sem imagem de perfil

De Joana a 03.10.2017 às 17:34

tenho uma amiga que teve gémeos há uns três anos atrás e que se queixava sucessivamente de como lhe incomodava que as pessoas fizessem comparações constantes entre os dois filhos, até nas mais pequenas coisas. desde tentar adivinhar o mais esperto com dias de vida, ao que se parece mais com o pai ou mãe... são pessoas distintas, porquê tornar a maternidade ainda mais complicada com frases feitas sem qualquer conteúdo? 
Imagem de perfil

De Mia a 16.10.2017 às 10:14

Sim! Os meus sobrinhos são gémeos, e desde o início tem sido esse filme: aquele é mais alto, aquele outro é mais esperto, qual é mais bonito? qual é mais engraçado? Esquecem-se que são pessoas...
Sem imagem de perfil

De MC a 04.10.2017 às 09:24

Revejo-me em alguns posts aqui do blog. Relativamente a este, queria só dizer que deves tentar acabar com as comparações duma vez por todas, indirectas para algumas pessoas não são suficientes.
No meu caso, eram tantas as comparações, que até fotos passaram a publicar para mostrar parecenças. Mas a cereja no topo do bolo veio depois de 6 meses. Perguntaram-me a quem sairia a miúda para ter olhos claros, eu disse que devia ser ao meu avô, já que um deles também tinha olhos claros, passados uns 15 min, aparece-me com a irmã e tem a lata de dizer que a minha filha tinha os olhos iguais aos do avô do pai! Eu não tive reação, mas foi como se tivesse levado um valente soco no estômago. E ainda hoje quando falo nisto, ela continua a ser a boa e eu a má!
Concordo a 100% que o mais difícil quando se é mãe é aturar os que nos rodeiam, não os bebés, esses só dão alegria e algum trabalho.
Boa sorte para esse lado.
Imagem de perfil

De Mia a 16.10.2017 às 10:09

É uma obsessão que não consigo entender, juro. Que diferença faz, ser parecido com quem? É único.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Oh, não gostaste do que escrevi?




Quem vem lá

Site Meter