Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Faz hoje 5 meses que o contrato com a empresa chave na mão terminou. Aposto que não adivinham o estado da obra.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se o vosso palpite foi: parada há mais de quatro meses, estão................... ABSOLUTAMENTE CERTOS!!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Centopeias. Grandes, gordas e nojentas. Como se acaba com isto?

(gasolina e um fósforo não é opção)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já agora

por Mia, em 18.10.17

Tenho, aqui nas traseiras de minha casa, um terreno ao abandono. É privado e não é explorado para nada. Tem apenas mato, ervas daninhas, eucaliptos e bichezas variadas. Além de ser uma nojeira - todas as semanas tiramos ratos dos skimmers da piscina - cresce a olhos vistos e já por diversas vezes tivemos que aparar as ervas que insistem em passar para o nosso lado do muro. Se alguém chega ali um fósforo, vamos ter um problema grande, já pensei nisto muitas vezes, e cada vez mais se torna urgente fazer alguma coisa. A minha pergunta é: o que podemos fazer, considerando que nem sabemos a quem pertence, e não me parece que o dono esteja minimamente importado? Alguém sabe?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Construtora liga com ameaças. Querem receber algum dinheiro, que nos não estamos a ser compreensivos com eles. Já disse que o contrato terminou há 4 meses e eles não aparecem cá há dois? Pois. Querem receber mais dinheiro, caso contrário que não fazem mais nada. Mencionei que o dinheiro que querem receber é o dobro do que lhes devemos? Pois, também há isso. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quatro meses depois do término do contrato, um ano depois da data acordada para o final da obra. Nem isto está terminado, nem ninguém cá aparece há dois meses.

Autoria e outros dados (tags, etc)

... começamos a tentar averiguar de onde vieram as lagartas e a resposta foi óbvia: da relva. Senão vejamos: foi colocada, há dois meses, relva em tapete em todo o terreno. Relva natural, pronta a usar. Relva essa que nos indicaram ser de excelente qualidade, enriquecida com os melhores adubos e livre de infestantes. Tudo muito bonito.

 

Entretanto aparecem as lagartas, exclusivamente nas zonas onde foi colocada a dita relva. Zonas do jardim onde não colocamos o tal tapete, não têm lagartas. Jardins da vizinhança? Também não. Mato atrás da casa? Nop.

Ora, dizeis vós: não é estranho que um terreno que durante anos nunca teve uma infestação agora esteja cheio de bicheza? De onde vieram? Não me venham dizer que as borboletas vieram cá pousar milhares de ovos e escolheram ignorar todos os relvados à volta...

 

Sucede que a empresa que colocou a relva diz que não. Nem pensar que a relva estivesse infestada, onde já se viu. Assumir responsabilidades nem pensar, já vos colocamos os tapetes, o nosso trabalho está feito. Mencionei que estamos a falar, para além do incómodo de ter uma infestação de lagartas, num valor de quatro dígitos gasto na puta da relva que em três dias ficou completamente queimada?! Pois.

 

E agora? Como é que se faz uma empresa assumir responsabilidades sobre esta cagada?!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Help

por Mia, em 03.10.17

Quando vos falei aqui do drama das lagartas, estava longe de imaginar o que viria por aí. Estão a ver aquelas pragas dos filmes? O que se passa cá em casa faria Hollywood corar de vergonha. Em três dias, tínhamos milhares de lagartas. Não quero exagerar e dizer milhões, mas estarei a ser o mais verdadeira possível se vos disser que eram milhares. A coisa foi de tal ordem que toda a relva do jardim, em três dias, secou, completamente comida pelos bichos. Todo o deck em volta da casa estava inundado de lagartas, era impossível olhar para a relva seca sem ver lagartas a mexer, e até mesmo a piscina contava com uma camada de lagartas mortas, tanto à superfície como no fundo.

 

 

O verdadeiro inferno.

 

 

Tenho fobia a bichos, não sei se já aqui disse ou se o fiz notar. Chamamos o jardineiro e sulfatou-se o jardim todo. Respirei por um bocadinho, pensei que tinha acabado o pesadelo.

 

 

No dia seguinte, tudo igual.

 

 

Continuamos com lagartas aos milhares, começam já a abandonar a relva e a trepar muros e as paredes da casa, e aparentam ser mutantes e resistentes ao veneno. Estou a desesperar, e por mais que tente não consigo relaxar face a este problema. Começo, pela primeira vez, a ponderar vender a casa e voltar para um apartamento. Estou tão cansada que não consigo nem começar a encontrar palavras para descrever este sentimento. Era o que me faltava agora, mais as putas das lagartas.

 

Alguém desse lado sabe como acabar com isto? (atear fogo não vale)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cá em casa é tudo em grande

por Mia, em 26.09.17

Porque meia dúzia não era suficiente, agora temos lagartas às dezenas. Eu disse dezenas? Desculpem, queria dizer CENTENAS. Centenas de lagartas em todos os decks exteriores. Diz que é dos carvalhos, que é normal no outono e o diabo. Alguém sabe como se afastam lagartas??? Se isto continua assim, raios me partam se os putos dos carvalhos não vão abaixo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:44

Trabalho vs. Casa

por Mia, em 02.08.17

Na minha vida profissional, sou paga para apontar os erros dos outros. Tal e qual. O meu objectivo é identificar os pontos de falha dos meus colegas e colaboradores, e perseguir a sua resolução, de forma a que todos juntos consigamos produzir mais e melhor, e não tenho qualquer problema em fazê-lo. Não me custa apontar o dedo, e mentiria se dissesse que não me dá um certo prazer.

 

Mas em casa a coisa muda de figura.

 

A minha empregada não limpa debaixo dos sofás ou atrás da cama. Vejo teias de aranha junto ao tecto e nas calhas das janelas. É recorrente que ela estrague qualquer coisa (acontece a todos), e não avise - deixa-me doente!! Retira os objectos dos sítios para limpar, e depois deixa-os desarrumados. Não troca os blocos sanitários das sanitas (fico podre com esta). E eu? Eu assisto, calada, ando atrás dela a corrigir os erros, não me queixo.

 

Alguém me explica porque é que, dentro das minhas quatro paredes, sou uma pamonha?!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Recapitulemos: 10 meses de atraso na obra, contrato expirado há dois meses, ainda coisas por concluir, algumas das quais gravíssimas.

 

Ontem o fulano da empresa "chave na mão" vem cá, fotografa-me o exterior da casa e posta nas redes sociais, com um texto bonitinho a gabar-se de "mais um projecto concluído com sucesso". Depois de eu ter proibido, explicitamente, a divulgação de imagens da minha casa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tenho lá fora os senhores da piscina, para terminar a montagem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Comprei um fato de banho de grávida nos saldos de inverno, mas o que falta para concluir a piscina está a demorar tanto tempo que, se tiver que apostar, tenho a criança ainda antes de o poder estrear.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Então e a piscina?

por Mia, em 06.07.17

Pergunta recorrente com que me brindam quase todos os dias, às vezes várias vezes ao dia. E enerva-me. Tanto.

 

 

A partir do momento em que fazes uma casa que calha de ter uma piscina, nada mais importa e as pessoas perdem toda e qualquer noção de limites.

 

 

Estou ansiosa que a tua piscina fique pronta, diz aquela amiga afastada que nunca na vida te visitou. No próximo verão não saio da tua piscina, diz aquele primo que nem o teu segundo nome sabe. Este ano não vou de férias para lado nenhum, passo uns dias na tua casa - também já ouvi.

 

 

Acho curioso que, no inverno, quando nos mudamos, não vi tanta ansiedade em ajudar a carregar caixotes.

Nem nos primeiros tempos, quando a casa não tinha aquecimento, ou isolamento, ouvi  alguma dessas pessoas perguntar se estávamos confortáveis, se precisávamos de alguma coisa, sei lá, se nos podiam emprestar um aquecedor ou assim.

 

 

Ninguém teve vontade de nos visitar no inverno.

 

 

Mas de repente o tempo começa a aquecer e está tudo aflito com a piscina. Então e a piscina? Ainda não está pronta? O que falta? Quando vai ficar? As mesmas pessoas, em loop, recorrentemente.

 

 

Ide todos pró caralho.

 

 

A piscina não está pronta, porque nós decidimos assim, porque optamos por deixar o mais supérfluo para o fim e garantir primeiro coisas básicas como isolamento, saneamento, aquecimento, esses "detalhes". E sabem o que mais? Fizemos a melhor opção, mesmo que não agrade a muita gente.

 

 

Estou seriamente cansada disto e a um passo de começar a responder torto. Não quero amigos-andorinha, amigos sazonais que estão sempre cá enfiados quando é verão e depois no inverno partem para paragens mais quentes. Quero os meus amigos de sempre, que aparecem por cá mesmo que esteja a chover, e não me falham quando preciso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fresca e fofa

por Mia, em 05.07.17

Quando idealizamos a casa, optamos por não colocar ar condicionado. Porque tem custos energéticos e de manutenção elevados, porque é mau para o ambiente, porque pode agravar problemas respiratórios, porque seca os olhos a quem - como eu - usa lentes de contacto, porque não me soava bem, porque vivi toda a vida sem ar condicionado e não havia de precisar dele agora, porque "quem tiver calor que se atire à piscina, ora essa!".

 

Investimos antes no aquecimento central - que sou uma pessoa friorenta - numa boa caldeira e painéis solares, mais ecológico e económico.

 

 

Mas depois chegou o verão. E eu estou gravidíssima.

 

 

Não estava a aguentar.

 

Esta casa vai ter excelente exposição solar - disseram eles. Pois vai. Sol o dia todo, puta que os pariu, 39º na rua e 29º dentro de casa, num forno que nem é  bom pensar. Comecei a alucinar. Deixei de dormir, deixei de estar bem fosse de que forma fosse, começamos os dois a panicar com a história da morte súbita e de como o calor pode ser prejudicial ao bebé. E decidimos voltar atrás.

Por precaução, tínhamos optado por deixar feita a pré-instalação do ar condicionado na casa toda. Entre tomar a decisão e avançar para a colocação, foi um instante, e sou agora uma pessoa muito mais feliz - e arejada. O ambiente que me perdoe.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estou farta de bichos

por Mia, em 04.07.17

Eu sei que já me queixei várias vezes, mas sabeis lá vós. Eles entram e eu nem sei por onde. As janelas estão fechadas e só abrimos com as redes mosquiteiras colocadas, e ainda assim não há dia que não mate um bicho dentro de casa. E veja dezenas lá fora. Preciso de uma solução milagrosa. Alguém já experimentou aquelas coisas de por na tomada anti roedores, rastejantes e afins, que supostamente afastam tudo com ultra sons? E algum produto com que se borrife a casa por fora para repelir tudo o que é bicheza? Existe? Preciso disso como do pão para a boca... Estou que nem posso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Viver no campo

por Mia, em 16.06.17

Moscas. Larvas. Borboletas. Gafanhotos. Minhocas. Aranhas. Melgas. Aranhiços. Formigas. Centopeias. Lagartixas. Mosquitos. Formigas mutantes que não morrem quando as piso. Insectos cujo nome desconheço.

 

Estou pelos cabelos, sabeis lá vós da minha vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O contrato com a empresa "chave na mão" finalmente terminou na semana passada. E adivinhem?

 


* pausa para suspense *

 



A casa não está pronta.
Aposto que nenhum de vós esperava por isto.

 

 

Já agora, e totalmente não relacionado: alguém conhece um bom advogado cá pelo norte??

Autoria e outros dados (tags, etc)

A menos de 15 dias do término do contrato, a obra continua tão parada como esteve no último mês. Isto promete.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:07

Depois de uma hora a tentar argumentar com o responsável pela empresa "chave na mão" que contratamos, só me consigo lembrar daquela frase:

"nunca discutas com um idiota, ele rebaixa-te ao nível dele e depois vence-te pela experiência"

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Oh, não gostaste do que escrevi?




Quem vem lá

Site Meter