Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Em criança tinha um livro que contava a história de dois esquilos que, durante o outono, armazenavam bolotas para passarem um inverno sossegado e longe do frio, dentro do seu tronco. O inverno era ilustrado por uma imagem dos esquilos quentinhos, dentro do tronco e junto a uma lareira, a comer as suas bolotas, e recordar essa imagem ainda hoje me traz conforto.

 

Lembro-me tantas vezes desta história que não pode ser normal, e, de certa forma, fiz disso modo de vida. Tenho sempre coisas "de reserva" em casa. Água, produtos de higiene, alimentos. Desperdiço imenso dinheiro e deito fora coisas com validade expirada à conta desta minha mania de comprar tudo a mais. No verão compro roupa de inverno, no inverno compro roupa de verão. Coisas de que muitas vezes não preciso ou que nem irei usar. Tenho um par de sapatos de cada cor, apesar de alguns nunca terem sido usados, porque pode dar jeito. Tenho dois armários cheios de casacos, de todas as cores e feitios, mas depois uso sempre os mesmos dois ou três. Possuo uma coleção invejável de lenços, cachecois, luvas e chapéus, apesar de raramente usar. O princípio é sempre o mesmo: ter tudo aquilo de que irei precisar, à mão, de reserva para um dia de chuva. Vocês percebem. Não?

 

Isto leva-me à minha mais recente obsessão: armazenar leite materno. Mas Mia, falta-te leite? Vais sair e deixar o miúdo com alguém? Vais voltar ao trabalho? Estás a antecipar morrer? Não, não, não, e credo, não!

 

Sou parva. Quero armazenar leite porque sim. Porque pode dar jeito. Porque pode fazer falta. Porque... sei lá!

 

Sucede que não tenho assim tanto leite. As minhas skills de vaca leiteira deixam muito a desejar, sou uma vaquinha fraquinha fraquinha, e apesar de produzir o necessário para este texuguinho estar a crescer a olhos vistos, não consigo encher sequer um biberão por dia se tirar com a máquina. Algo que me preocupa e francamente chateia. Apesar de não precisar. Apesar de ser só uma mania parva. Apesar de nem sequer conseguir vislumbrar uma situação próxima para a qual necessitaria de leite extra. "Tens é demasiado espaço no congelador", estarão vocês a pensar. É provável que sim. Mas antes enchê-lo de leite do que ocupá-lo com gelados...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:09


2 comentários

Imagem de perfil

De nervosomiudinho.blogs.sapo.pt a 06.11.2017 às 09:59

 Tal e qual. Tenho uma mochila preparada para emergência, como sugere a protecção civil. E quanto ao leite foi a melhor coisa que Fiz logo no mês a seguir a ter nascido foi começar a congelar. Teve que fazer suplemento e enquanto tive usei como suplemento o que tinha guardado. Tive um mês que não consegui congelar porque andava cansada. E agora congelo um por dia que ele não me dá tempo para mais porque este mês vou trabalhar e tenho muito medo de não ter suficiente guardado. 
Imagem de perfil

De Mia a 07.11.2017 às 19:09

Também já falamos cá em casa nisso da mochila. Parece paranóia, mas este ano com a história dos incêndios vimos que as coisas não são assim tão improváveis. Por aqui não consigo congelar. Ele mama certinho de 3h em 3h, às vezes até mesmo 2h, e eu não tenho leite suficiente nos intervalos para tirar. Quanto muito poderia tirar à noite, aí ele dorme 8/9h seguidas, mas... eu também! Tenho literalmente 2 frasquinhos de leite congelado - foi tudo o que consegui até agora!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Oh, não gostaste do que escrevi?




Quem vem lá

Site Meter