Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Cenas de um casamento #6

por Mia, em 27.03.19

E nem me façam falar da igreja. Todo o processo é tão moroso que se não fosse pelo baptizado do puto se calhar já tínhamos cancelado a cerimónia religiosa. É preciso ir à igreja onde vamos casar buscar a papelada. E depois à igreja da nossa freguesia. E depois ir a cada uma das igrejas onde fomos baptizados e fizemos a primeira comunhão. E depois voltar à da nossa freguesia. E depois à arquidiocese. E depois à igreja onde vamos casar. E algures no meio, cortar os pulsos.

 

E o padre garganeiro da nossa freguesia? Adoro. Primeiro chega num carrão que mete o meu num chinelo. Qual vida modesta qual quê. Reclamou que as pessoas fogem à igreja (pergunto-me porquê). Perguntou-me se o meu filho era doente por estar de óculos de sol. Disse mal da nossa casa e do sítio onde a tínhamos construído. Torceu o nariz porque escolhemos casar noutra igreja - pedido do meu avô, que gostava que eu casasse no mesmo sítio onde eles casaram. Depois queixou-se que o processo era muito complexo. Que tínhamos que pagar para ele tratar dos papéis. E mais uma multa porque não vamos casar lá. E mais um dia de salário de cada um de nós por cada ano que vivemos na freguesia. Em 3 interacções que tivemos, pediu-nos dinheiro 3 vezes. Posso estar desactualizada, não leio a bíblia vai para uns vinte anos, mas tenho quase a certeza que a ganância era pecado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cenas de um casamento #5

por Mia, em 25.03.19

E os convidados? Era uma coisa pequenita, só familia directa e os amigos mais chegados, 100 pessoas no máximo. E de repente temos uma lista de 120 pessoas, que inclui pessoas que odeio e exclui outras de quem gosto bastante porque excedem o budget. Mas se odeias porque convidas? Poupem-me. A sério. Como se fosse viável não convidar uma prima e convidar a irmã. Ou excluir os amigos de faculdade do noivo. Ou como se cortar da lista a minha tia não fosse dar um desgosto ao avô. Tão dificil gerir as necessidades dos outros. Mas o dia é vosso! Uma ova.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não quero ter mais filhos

por Mia, em 22.03.19
Agora.
 
Tinha a coisa tão bem planeadinha: de 2 em 2 anos por mais uma criaturinha no mundo até ter uns 3 ou 4 e formar assim uma bela família.
 
Mas depois fui mãe.
 
Não sei se por ter acalmado o relógio biológico, por ter ainda uma criança tão nova para cuidar, por não conseguir entender a logística que dois bebés de idades diferentes em simultâneo envolvem. O meu homem diz que sim, que tínhamos já o segundo. Mas eu acho que não. E como nestas coisas um bocadinho de incerteza já é muita incerteza, vamos aguardar.
 
Que venham os dois anos do monstrinho, o casamento, o novo ano, e a vontade de voltar a procriar. Tenho saudades do bebé pequenino que o meu filho foi, mas confesso que não tenho saudades da ideia de um bebé. Não que o meu tenha sido dificil - de todo - mas talvez até por sentir que ao ter outro estou a "roubar" algo a este, não sei.
 
Sei que quero ter mais filhos, sinto já a pressão social das pessoas que vão murmurando para o pequeno "tens que pedir um irmão aos teus pais", mas não sinto que seja o momento. E não há nada de errado em mudar de ideias. Não deixo, contudo, de achar piada a estes twists da vida, a como num momento temos tantas certezas e no momento a seguir começamos até a considerar hipóteses nunca antes concebidas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cenas de um casamento #4

por Mia, em 21.03.19

A saga da entrega dos convites. Ou o inferno, já que é praticamente a mesma coisa. Soubésseis vós quantas vezes já me arrependi de não ter feito um convite online... Falta pouco mais de 5 meses, e tenho 13 de 60 convites por entregar. Parece-me um bom balanço. Juro que até ao final do mês termino. Acho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

... mas o tema do 2º aniversário do monstrinho já está escolhido. Deslarguem-me, sou pessoa de planear com antecedência. E por isso este ano teremos festa com....

 

 

"Mimi" e "Piqui"!

2019-03-20_12h50_09.png

 

Um dia falo-vos da paixão louca que ele tem por estes dois...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Monstrinho tem 19 meses e energia para dar e vender. Não anda - corre. É o menino mais novo da sala dele, e como tal o mais bebé. É irrequieto e tem dificuldade em manter-se numa só actividade por muito tempo. Apesar disso, entretém-se bem sozinho, consegue concentrar-se no que está a fazer - se quiser - e é uma criança com regras.

 

 

Em reunião com a educadora, ouvi algumas queixas. Que acorda e vai saltar para cima dos outros meninos até os acordar. Que não consegue participar nas actividades de grande grupo porque se levanta e vai à vida dele. Que os outros meninos vão atrás (sou só eu que leio aqui "líder nato"???). Que perturba a turma. Que "não lhe vamos por rótulos, mas sugeria um acompanhamento por parte da psicóloga do colégio".

 

 

Ok. Ouvi, ponderei, achei que não tínhamos nada a perder. Se acho que ele precisa? Sinceramente, não. Acho que é só uma criança a ser criança. E as crianças não ficam quietas, querem correr, saltar, brincar. Acho normal um miúdo não ser um boneco e ter vontades próprias. É claro que nenhum pai minimamente consciente gosta que o seu filho perturbe a aprendizagem das outras crianças, mas não creio que seja o fim do mundo, e acho até que isto tem muito a ver com o facto de ele ser o mais novinho e não ter alcançado ainda as mesmas capacidades de concentração dos outros meninos. Mas o que temos a perder? Debatemos o assunto em casa e concluímos que se o colégio oferece esse serviço, e se pudermos de alguma forma ajudar a criança, vamos a isso - ainda que pouco convictos.

 

 

Mas quando partilhei esta questão com algumas pessoas próximas, obtive toda uma variedade de indignações. Que agora as crianças são todas hiperactivas. Que me iam por o miúdo a tomar medicação. Que as educadoras eram parvas e não sabiam cuidar dele em condições e a culpa era delas. Que os pais de hoje em dia levam os filhos ao psicólogo por tudo e por nada. Toda uma histeria. Eu é que sou a mãe, eu é que tinha o direito de ficar ofendida por sugerirem que a minha cria poderia ter uma qualquer falha, e acabei por ter que ser eu a racionalizar e acalmar os ânimos.

 

 

E vocês, o que fariam? Ficariam indignados, ou considerariam a hipótese de consultar um profissional?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Olha para mim, enche a boca e diz:

'inha mamã!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estou viva

por Mia, em 20.03.19

Obrigada ao sapo pelo destaque (e já agora pelo anterior que não me lembro quando foi mas vi). Obrigada a vocês que têm passado por aqui, a todos os que deixaram comentários que ainda não aprovei nem respondi, e tudo e tudo. Estamos vivos e com saúdinha, mas com pouco tempo. Até já!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:46


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Oh, não gostaste do que escrevi?