Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cadeia em favores #3

por Mia, em 22.11.17

Chego sempre tarde a estas coisas, mas por norma não falho, por isso cá vai a minha parte da cadeia em favores

#1 aqui
#2 aqui


Querida m-M,

Esse é um tema que dá pano para mangas, e poderia estar aqui o dia todo a divagar sobre o assunto. Ainda só passaram três meses, mas sinto que sou uma nova pessoa, ainda que sendo exactamente a mesma. Confusa? Bem vinda à maternidade.

Os meus core value são os que sempre foram, mantenho os mesmos princípios que sempre tive, no entanto algo mudou na forma como os sigo. Depois de ser mãe, parece que sinto tudo de uma forma extrapolada. Sou a Mia de antes, mas numa versão exagerada - para o bom e para o mau. Sou mais tolerante, mais paciente, tenho mais empatia pelos outros. Mas por outro lado sou mais assustada, medricas, preocupada, fatalista.

Sempre fui uma pessoa extremamente consciente da morte, desde criança, mas essa consciência tomou proporções assustadoras desde que fui mãe. Tenho medo de morrer como nunca tive na minha vida, tenho medo que as minhas pessoas morram, e, Deus me livre, morro de medo que aconteça alguma coisa ao meu monstrinho. Poderás pensar que isto é normal, mas se te disser que penso nisto várias vezes ao dia, todos os dias, a coisa torna-se um tanto ou quanto obsessivo.

A coisa mais engraçada que acho que me aconteceu por ter sido mãe foi ganhar a percepção de que a vida não é um destino, mas sim uma viagem. Tantas vezes ouvi coisas do género, mas acho que só agora tomei consciência. Dou por mim a pensar muitas vezes: se isto fosse um filme, acabava agora. Porque está tudo bem. Já está, já tenho o meu final feliz, e agora? Agora é vivê-lo. Certamente que amanhã aparecerá um novo drama. E dias maus. E dias felizes. E dias horríveis, alternados com fases incrivelmente boas. É assim a vida. Morro de medo de não a conseguir aproveitar o suficiente, mas sei que faço por isso todos os dias.


E agora passo a bola para a nervosinha da blogosfera: e tu, depois de seres mãe, como sentes que a tua forma de ver a vida foi afectada? E ainda: agora que concretizaste esse sonho, o que te falta?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:34


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Oh, não gostaste do que escrevi?