Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Entreter o puto com o iPad.

 

Mantenho a opinião de que não deve ser regra. Odeio ver crianças em restaurantes agarradas ao tablet/telemóvel, ou mesmo em casa, acho de uma falta de educação tremenda trazer gadgets para a mesa. Dizem as boas práticas da pediatria que se devem evitar ecrãs até aos dois anos. Por aqui, isso é impossível.

 

Começa pelas pessoas de fora, que lhe estão constantemente a enfiar os telemóveis pela cara adentro: olha os bonecos! Olha este vídeo de tu a comeres a sopa! Olha... o raio que vos parta a todos!

 

Depois, desperate times call for desperate measures. Se ele está mais chatinho, adoentado, ou se preciso de o entreter um bocado e não está a ser fácil, o tablet entra em acção. Tem um suporte para o colocar no parque (tecnicamente é um suporte de carro, mas uma mãe é mais ou menos um macgyver e adapta estas coisas), e volta e meia lá lhe ponho música com bonecada. Não acho que seja dramático. Não usamos às refeições (cá em casa temos a regra de não pegar nos telemóveis nem ligar a tv durante as refeições para conversarmos), não usamos no carro, não usamos a todo o momento. Mas usamos volta e meia. Durante o dia a televisão está desligada, mas se à noite estivermos a ver qualquer coisa e ele estiver na sala, não desligamos por isso. Se é o que tinha planeado? Nem por isso. Mas é o que funciona por aqui, dentro daquilo que acho razoável.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:25


1 comentário

Imagem de perfil

De C. a 03.04.2018 às 18:30

Por acaso a coisa dos telemóveis/tablets é o que me acaba por incomodar mais com a criança.
A minha sobrinha chega ao ponto de se recusar a falar comigo porque a minha videochamada lhe interrompeu um vídeo... já lhe dei uma descasca enorme por causa disso, ela ficou a chorar e a mãe não gostou, mas também não me disse nada. 
Começou com o "não consigo fazer nada quando estou sozinha com a miúda, então dou-lhe o telemóvel" e o vício foi aumentando. Agora tanto a minha cunhada como o meu irmão lhe estão a tentar reduzir o tempo de antena e estão-se a ver gregos. Ela só tem 3 anos e 4 meses.
Mas concordo com a utilização pontual dessas coisas, acaba por ser inevitável. Agora todos os dias, é como estarmos a programar o cérebro da criança só para aquilo.
Boa sorte com esta parte da tecnologia!
Beijinhos

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Oh, não gostaste do que escrevi?