Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Devia ser caso de polícia os miúdos que todos os dias são os últimos a sair do jardim de infância".

https://ionline.sapo.pt/637751

 

Se há coisa que me mexe com o sistema nervoso, são pessoas que sabem como viver a vida dos outros. Já a revirar os olhos, entro no artigo. Dou de caras logo com outra pérola: "Costumo dizer que devia ser proibido os jardins de infância estarem abertos depois das cinco."

 

Eu não sei onde é que este senhor trabalha, mas se houver lá um lugarzinho para mim, mando já o meu cv. Adoro este tipo de afirmações fundamentalistas. Adoro. Tanto como espetar garfos nos olhos. Ou comer baratas. Ou ser acordada com água fria pela cabeça abaixo. Ou… vocês percebem a ideia.

 

Vamos então analisar a situação. Uma pessoa - eu, e provavelmente vocês - tem que trabalhar 8h por dia, das 9h as 18h. Faço parte daquelas privilegiadas que consegue demorar 10 minutos do trabalho à creche, e por isso apanho o meu filho às 18h15, o mais tardar. E invariavelmente estão poucas crianças lá a essa hora. Já chegou a estar só ele e mais uma menina. Se gosto? Pois com certeza que não. Se podia evitar? Dificilmente.

 

Trabalhando 8h, a única alternativa seria fazer o horário das 8h às 17h, no entanto não só isso exigiria uma autorização da entidade patronal que provavelmente não conseguiria, como implicaria deixar o miúdo na creche às 7h45 da manhã, ou seja, dava-lhe mais uma hora comigo ao fim do dia, mas tirava-lhe uma hora de sono. Para não falar que, entrando a essa hora, passaria mais tempo sem comer de manhã, teria que se deitar mais cedo à noite (acabando por cortar na mesma a tal hora ao tempo em família), e provavelmente andaríamos todos mais cansados. Valeria a pena? A meu ver não. Vale a pena chamarem a polícia porque vou buscar o meu filho às 18h15? Eh pá ganhem juízo.

 

O colégio do meu filho fecha às 19h. Claro que é tarde. Claro que o ideal era os putos saírem às 16h. Ou 17h. Mas é caso de polícia? Não me lixem. Já agora, se as creches fechassem às 17h, como é que uma pessoa, mesmo que saísse às 17h, conseguia estar lá a tempo?

 

Mas Mia, achas bem que o teu filho passe tanto tempo na creche? Não. Obvio que não. Tanto não acho que mudei para um emprego com remuneração (bem) mais baixa para poder ter mais uma hora diária com ele. Mas tenho alternativa a trabalhar 8h por dia? Não tenho. Como não tem o comum mortal. Algumas pessoas podem partilhar as tarefas de ir levar e buscar os miúdos com outros membros da família (pai, avós, tios). Não é o meu caso. Chamem a CPCJ já!

 

É tão fácil olhar para os outros pais do alto da sua vida privilegiada e mandar postas de pescada enquanto se aponta o dedo, não é?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:15


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Oh, não gostaste do que escrevi?