Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Decisions, decisions

por Mia, em 06.08.18

Consegui um novo emprego, mais perto de casa que me permitiria passar menos tempo em viagens e mais com o meu filho, mas que se traduz num decréscimo salarial considerável (não tanto, se considerar as viagens) e num salto para o desconhecido. Sei que isto de ter mais do que uma hipótese é um não-drama, mas em mim está a gerar um pequeno ataque de ansiedade. Ponham-se lá no meu lugar e digam-me: o que fariam?

Autoria e outros dados (tags, etc)


11 comentários

Imagem de perfil

De Maribel Maia a 06.08.2018 às 15:26

Por vezes faz sentido arriscar....
Imagem de perfil

De A 3ª face a 06.08.2018 às 15:32

Que trabalho te realiza mais? 
Na vida profissional, acho que essa pergunta decide tudo. De que serve passares mais tempo com o teu filho a sentires-te infeliz e sem paciência para ele?
Se gostas dis 2 trabalhos, esquece a minha teoria 😕
Imagem de perfil

De Mia a 06.08.2018 às 15:45


Não sei. Não sei mesmo.
Adoro o que faço no meu trabalho atual, mas uma vez por ano - na altura de avaliações - ando frustrada, triste, nervosa, chorosa, porque sinto que não sou valorizada como merecia. Tenho vontade de mudar. Por outro lado este novo, ainda que na mesma área, é completamente diferente. Novas tecnologias, novas metodologias, nova cidade, novas pessoas. Aaaahhhh!
Imagem de perfil

De A 3ª face a 06.08.2018 às 16:26

Nunca deixes que as avaliações te afectem. 
Não conheço método mais subjectivo.é um método para premiar amigos, queixinhas ou simpatias partidárias.
Nunca avaliarão o teu trabalho...convence-te disso.
Imagem de perfil

De Mia a 07.08.2018 às 12:09

É verdade. Sei isso de cor, no entanto não consigo evitar que me afecte. Sofro muito com o sentimento de injustiça, e ver pessoas que fazem menos do que eu, que são menos competentes, menos profissionais, menos experientes, etc. serem recompensadas porque são amigos, porque se dão com as pessoas certas, porque são homens, porque não têm filhos, and so on and so on.... mexe-me com os nervos. Chego a ficar fisicamente mal - e tem vindo a piorar com o tempo - quando me "recompensam" com mais trabalho, mais responsabilidades, palmadinhas nas costas e elogios, mas dinheiro e hierarquia formal nem vê-los.
Imagem de perfil

De VeraPinto a 06.08.2018 às 16:37

Se tens vontade de mudar, mesmo que de forma muito inconsciente, e se procuraste outro trabalho, acho que tu própria já sabes a resposta...
Tenho uma teoria: (que pode ser a mais errada de todas, mas ultimamente têm feito todo o sentido para mim) Se dás por ti a pensar "E se eu mudasse? E se eu fosse, e se..." é porque algo já não está bem, e precisas de mudar.. 
Não te quero influenciar, mas eu acredito que tu própria já tomaste uma decisão, só ainda não a assumiste :)
Imagem de perfil

De Mia a 07.08.2018 às 12:12


Vera, que saudades de te ler!!!
É verdade. Eu fui atrás porque não estou bem desta forma. Porque apesar de o trabalho ser "só" aquilo que faço para ter dinheiro no fim do mês, não é só isso, de todo. E este trabalho tem-me desgastado, sugado um pouco da alma, roubado tempo com o meu filho e até humilhado um pouco. Estou a considerar (muito) mudar. Às vezes precisamos de dar um passo atrás para poder avançar, não é verdade?
Imagem de perfil

De VeraPinto a 07.08.2018 às 15:39

Foi o meu mantra anos e anos, como sabes. Dei muitos passos atrás, bati muito com a cabeça. Hoje estou feliz, estou realizada, e NUNCA pensei estar a fazer o que faço hoje, o que consegui, e nem sequer 30 anos tenho. 
Para mim, há uma coisa grave no teu comentário : "humilhado um pouco." Ainda precisamos de falar mais sobre este assunto?

Saudades tuas. Vou-te mandar um email. 
Um beijo :)
Imagem de perfil

De Mia a 08.08.2018 às 10:47


Não, não precisamos. Negociei um pouco o valor da proposta e...... aceitei :) (nervos!!!!)


Não imaginas como gostei de receber o teu mail, que bom poder voltar a ler-te :) beijinho
Imagem de perfil

De Nuvem a 07.08.2018 às 15:45


Honestamente, acho que se sentiste necessidade de procurar outro...a resposta começa a ser evidente. em todos os trabalhos haverá coisas boas e coisas más..mas poder estar mais tempo como teu menino só conta se também te sentires bem psicologicamente.
força minha querida!*
Imagem de perfil

De Mia a 08.08.2018 às 10:46

É verdade. A necessidade de mudança não vem de hoje, e cada dia é mais forte!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Oh, não gostaste do que escrevi?