Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Desculpem lá qualquer coisinha

por Mia, em 02.09.15

Eu acho isto muito bonito, sim senhora, somos todos irmãos e devemos ajudar o próximo, e não me interpretem mal, acho horrivel que pessoas, sejam homens, mulheres e principalmente crianças, estejam a pagar por uma guerra que não compraram. Não consigo sequer imaginar o sofrimento dessa gente, nem questiono que necessitem e mereçam toda a ajuda que se lhes puder dar.

 

MAS, somos nós, país em crise, onde recebemos salários ridículos e pagamos impostos obscenos, nós que não temos onde cair mortos, que temos pessoas a viver nas ruas, privadas de um lar, de alimento, de educação, nós que não temos meios para garantir condições mínimas para os portugueses... somos nós que os vamos ajudar? Então e os nossos, quem ajuda?

 

Não me interpretem mal, não estou aqui a falar dos mandriões que não trabalham porque não querem, que estouram tudo o que têm em vícios diversos ou dos que foram chico-espertos toda a vida e agora estão a sofrer as consequências. Falo das nossas pessoas que foram apanhadas pela crise e perderam o emprego, das que são consideradas velhas e por isso não têm oportunidades, das que são efetivamente velhas e viram ser-lhes arrancado o pouco que tinham, das que se viram forçadas a partir porque Portugal não tinha condições para elas. Então e os portugueses que mal têm um prato de sopa para se alimentarem durante um dia inteiro, não merecem ajuda? Não merecem um tecto? E as nossas crianças, que vêm o seu futuro hipotecado logo à partida, porque os pais não lhes podem dar a educação de que necessitam, porque não têm por onde fugir, têm que sobreviver e por isso precisam de crescer depressa, trabalhar, passar fome e frio... essas não têm a dvds do Noddy, pois não?

 

Chamem-me insensível, mau feitio, o que for. Mas somos tão "irmãos" dos que aparecem nas notícias como daqueles que estão ao nosso lado e fingimos não ver.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:56


4 comentários

Imagem de perfil

De Mia a 02.09.2015 às 15:41

Sim, os refugiados não passam de vítimas, isso nem se põe em causa. Mas custa-me ver tanto cuidado com alguns e tão pouco com outros, parece-me show off.
Também não sei para que zonas vão.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Oh, não gostaste do que escrevi?