Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Do Halloween

por Mia, em 02.11.18

Se eu acho bem que se importem tradições que não são nossas? Honestamente, não me interessa por aí além. Copiem, não copiem, é-me igual.


O que me fode a paciência é andarmos com campanhas a torto e a direito sobre bullying, que não se pode dizer nada às criancinhas porque senão são todos vítimas, etc etc, mas depois chegamos ao 31 de Outubro e é aceitável que putos façam asneiras e tratem mal os outros quando não se lhes dá doces. Clap clap clap.


Vou-vos explicar o meu Halloween. Estávamos os três em casa, eram quase 23h. O miúdo dormia. Miúdos vieram tocar à campainha. Não abrimos a porta porque não tínhamos absolutamente nada para lhes dar, não fazia sentido. Não estávamos preparados para aquilo, não temos esta tradição, se soubesse até teria comprado uns chocolates, mas o mais parecido com isso que havia em minha casa eram barras da prozis e tenho quase a certeza que não é aceitável dar isso a crianças - por muito que a Carolina Patrocínio apregoe o contrário. Pois bem, onde é que eu ia? Ah sim, 23h tocam à campainha. Uma vez. Duas vezes. Três vezes. Estive quase a ir lá fora convidá-los a vir adormecer novamente a criança. Adiante. Pareceu-me ouvir uns barulhos, espreitei, não se via nada, passou-se a noite.


Ontem o dia amanheceu com uma surpresa fantástica: os portões e vedações metálicas todos sujos de ovos e farinha. Oh, criancinhas tão inocentes, não é? Não, não é. Acontece que os portões tinham sido pintados esta semana. Gastamos centenas de euros nisso. E a mistura de tinta ainda meio fresca + portões que não são completamente lisos + ovos + farinha foi explosiva, e agora aquela merda não sai. Ontem o desgraçado do homem lá foi, à noite, à chuva, munido de esfregão e tira gorduras, tentar salvar o património, mas adivinhem? Apesar de ter ficado um pouco melhor, não resolveu, claro, e os portões e vedações metálicas estão irremediavelmente estragados.


Brincadeira de crianças? Não, meus amigos, isto é vandalismo. E aparentemente é aceitável ensinar às crianças que podem cometer actos de vandalismo quando não se lhes dá o que querem. E agora, quem se responsabiliza por isto?

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Imagem de perfil

De Margarida a 02.11.2018 às 10:44

Eu juro que ia à polícia apresentar queixa. Sendo um meio pequeno, de certeza que se descobre quem foi... 
Por essas e por outras é que eu não tenho paciência para brincadeiras de Halloween, Carnavais, 1 de Abril e afins.
Imagem de perfil

De Mia a 06.11.2018 às 17:28

Pensei nisso. Esta semana vou à junta de freguesia reportar a situação e tentar saber junto dos vizinhos se sabem quem foi. Até posso ter o prejuízo financeiro (que vou ter), mas é preciso garantir que isto não se repete todos os anos!!
Imagem de perfil

De Cool Mam a 02.11.2018 às 11:19

Para mim, esse tipo de atitudes por parte dos miúdos é, das duas uma: ou falta de um certo nível de educação em casa ou a influência dos seus pares. Muitas vezes até o mais atinado se deixa ir na onda dos rebeldes.
Imagem de perfil

De Mia a 06.11.2018 às 17:27

Acredito que sim, ainda por cima na adolescência, os miúdos são muito influenciáveis. Independentemente disso, têm que ser responsabilizados. 
Imagem de perfil

De marta-omeucanto a 02.11.2018 às 11:27

Aqui, felizmente, não se vê nada disso. No dia de ontem sim, de manhã, vão de porta em porta pedir o pão por deus mas, se ninguém lhes abrir, passam à próxima casa.
À minha, este ano, nem sequer uma criança apareceu.
Mas isso parece coisa de "criancinhas" mais crescidas.
Nesta altura não sei mas, por exemplo, no Carnaval, onde o meu irmão mora, é um caos. Vândalos que atacam tudo e todos, e para quem vale tudo, desde despejar água em cima de idosos, a rebentar caixas de correio e furar pneus.
Imagem de perfil

De Mia a 06.11.2018 às 17:26

Eram adolescentes, pareceu-me pelo vídeo-porteiro. Acho isso tão repugnante que nem tenho palavras para descrever. Não descanso enquanto não descobrir quem foi, quanto mais não seja para dizer umas verdades aos pais.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Oh, não gostaste do que escrevi?