Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Não é aquela coisa de gerar uma pessoa que vai ser totalmente dependente de ti e vai mudar a tua vida toda. Não é o ser responsável por educar um ser humano. É deixares de existir. É entrarem em tua casa e nem te cumprimentarem porque só têm olhos para o bebé. É estares doente e ninguém perguntar se estás bem ou mal, se precisas de algo, mas antes: e o menino? É pensares bem se valerá a pena ir a casa daquele familiar, porque afinal o puto adormeceu e vão ficar chateados por seres tu, e nem te atreveres a ir a algum lado sem ele, porque ninguém quer saber de ti.

Ser mãe é o melhor do mundo se o quiseres mesmo, porque o amor que sentes por aquela pequena criatura compensa o facto de o mundo te anular. Mas se não tiveres a certeza... espera um bocadinho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:12


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Oh, não gostaste do que escrevi?