Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Monstrinho foi à natação

por Mia, em 07.02.18

A pediatra autorizou a partir dos três meses, mas queríamos esperar até aos seis e até começar a primavera para dar início, no entanto comecei a fazer pesquisa na semana passada. Queria uma piscina sem cloro, por causa da pele e coisa e tal, e aqui na zona só havia um ginásio com outro tipo de tratamento de água. Fomos então saber condições. 30€ por mês, pareceu-me excessivo mas consideraria, só que depois veio o extra: claro que um dos pais teria que se inscrever também no ginásio, porque vão usar a nossa piscina e tomar cá banho, ora então acresce a módica quantia de 60€, perfazendo um total de 90€ para o menino ir nadar em águas sem cloro. Quatro vezes por mês.

 

Abusivo.

 

Lembramo-nos então que aqui a 2 minutos de casa há piscinas municipais. Fomos perguntar, e a diferença de preços era brutal - 18€/mês, e vai na mesma um de nós com ele para a água. No entanto, disseram-nos que não o inscrevêssemos. Que não ia gostar. Que não ia aguentar a aula. Que era muito pequeno. Que era asneira colocá-lo numa piscina tão novo. Convidaram-nos a experimentar uma vez, e decidir depois se continuavamos ou não, e assim fizemos.

 

Antes de continuar, explico-vos que não decidi por o menino na natação só porque sim. Em primeiro lugar, porque temos uma piscina em casa. E com toda a vigilância, com toda a segurança, com todas as barreiras, basta um momento de distracção que os acidentes acontecem. Em segundo lugar, achei que ele estava preparado. Sim, tem só seis meses. Mas é um menino activo, grande, com muita força muscular. É uma criança que está bem em todo o lado, muito curioso, que não se aborrece com facilidade, e que adora água desde que nasceu. Achei que ele ia delirar com a piscina, senti que era o momento certo, e não me enganei.

 

No sábado lá fomos nós, de fralda impermeável, com os calções de banho mais fofos e uma mini touca. Caguei nos tampões de ouvidos porque não lhos consegui enfiar. Ao entrar na água estranhou, mas 10 segundos depois já estava a chapinhar. Foi ao colo do professor, que o ajudou a boiar, na maior. Brincou com uma menina que lá estava, com os brinquedos da água, e até nadou ao colo de outra mãe. Ficamos imenso tempo os dois na água, ele encostadinho a mim enquanto o deslizava pela água, parecia que estava num spa. Vê-lo tão relaxado fez-me sentir que tomei a decisão certa. O professor explicou-nos que ele não aprenderá a nadar tão cedo, claro, mas o objectivo é que não tenha medo de água. Saímos da aula 10 minutos antes do fim, por recomendação do professor, mas acho que se dependesse do monstrinho ainda lá estávamos.

 

No final, a parte mais complicada: sair da água e tratar dele e de mim em toda a confusão que é um balneário, sem o pai para ajudar. Felizmente as outras mães foram impecáveis e todas deram uma mãozinha, e a coisa compôs-se. Quando o pus no ovo ele estava tão cansado e tão relaxado que aterrou imediatamente! Agora estamos a vigiar se a pele faz alguma reacção ao cloro, mas até ao momento tudo pacífico. Fiz a inscrição, e a partir de agora vamos começar com a natação "a sério".

 

Mães dos blogs, e vocês? Já se meteram nesta aventura?

Autoria e outros dados (tags, etc)


12 comentários

Imagem de perfil

De Fatia Mor a 07.02.2018 às 01:09

Confesso-me. Detesto a natação. A fatia#1 começou a ir com 1 ano. Logo vieram otites atrás de otites, não devido à piscina, mas decorrente da fragilidade que ela tem. Saiu e voltou com 4 anos, já sem problemas de maior, com a excepção da pele que não gosta lá muito do tratamento da água.
A fatia#2 só foi com 2 anos, quando a irmã retornou. Não quis arriscar.
Seja como for, não gosto. 
É uma complicação ir com miúdos pequenos, sozinha, ter que lhes dar banho, ter que tomar banho... Elas terem que esperar por mim, eu a gelar enquanto as despacho, enfim. Não acho graça. 
Acho que, eventualmente, me fará menos confusão quando forem maiores. O Fatia#3 também só irá por volta dos 2 anos, altura em que a mana mais velha já estará numa turma em que vai sozinha para dentro de água.
Isto tudo, assumindo que quer continuar. Este ano inscrevi-a no ballet e está a adorar! Para piorar o filme, este ano ainda mal pusemos os pés dentro da piscina à custa de feriados, períodos fora de casa e gripes, ranhos, tosse e febre frequentes. A ver se agora conseguimos recuperar o ritmo. 
Imagem de perfil

De Mia a 12.02.2018 às 14:40

É verdade que a logística de balneário não é nada fácil, ainda mais com um bebé que ainda nem fica em pé. O que tenho feito é: há um chuveiro que dá para mexer em vez de ser pendurado, entro com ele e sento-o no meu colo enquanto estou de cócoras. Lavo-o, seco-o, visto-o, sempre de fato de banho e a congelar (mãe sofre!). Depois seco-me e tomo banho em casa. Não é o ideal, é bastante desconfortável, mas não podia deixar o miúdo sozinho e ir tomar banho. É a pior parte da natação! Mas acho que ainda assim, para já, está a valer a pena.
Imagem de perfil

De Happy a 07.02.2018 às 08:40

A diferença de preço é brutal! Concordo plenamente, acho que fizeste bem.
Imagem de perfil

De Mia a 12.02.2018 às 14:37

Enorme mesmo, achei uma obscenidade!
Imagem de perfil

De Rooibos a 07.02.2018 às 09:27

Eu não sou mãe, sou pai, mas vou responder na mesma! 
O nosso mais velho andou, por recomendação da pediatra, para desenvolver a nível físico (sempre foi um bebé mole, ainda hoje é uma criança mole). Mas foi mais tarde, julgo que teria 1 ano e mais qualquer coisa.
Também escolhemos um ginásio, por ficar perto de casa, mas no nosso caso só exigiram a mensalidade da piscina.
Era eu que ia com ele para dentro de água, mas a minha mulher é que no final tratava dele. Facilitava irmos os dois.
Ao início ele gostava e eu também achava bom para ele. Depois de uns meses, a professora mudou e eu deixei de achar tão interessante. No nosso caso o interesse era pelos exercícios que puxassem pelo físico e esta professora fazia mais brincadeiras e menos exercícios.
Quase aos 2 anos, ele começou a não gostar. Só fazia metade dos exercícios pedidos, nos outros recusava ou chorava mesmo. A meio da aula fazia "adeus" com a mão, enquanto chorava e percebi que ele queria sair da aula mais cedo.
Acabámos por deixar. Agora, com 4 anos e tal, vai com a escola e já gosta.
Imagem de perfil

De Mia a 12.02.2018 às 14:37

Hehe, as minhas desculpas, esqueço-me que volta e meia passam por aqui alguns homens!
Acho que só faz sentido enquanto a criança tiver gosto nisso, e fizeram bem em deixar quando deixou de ser bom para ele, eu faria igual. Para já tenho ido sempre eu com ele, mas tencionamos trocar uma ou outra vez, para o pai também poder ter essa experiência, mas realmente acho que no final é sempre mais simples ser a mãe a tratar dos banhos (até porque suspeito que nem haja trocador no balneário dos homens...)
Imagem de perfil

De C. a 07.02.2018 às 17:24

A minha sobrinha anda nessas andanças, mas só começou recentemente. No sítio onde eles moram, não deixam crianças com menos de dois anos terem aulas.
Parece um peixinho. Mas o leque de atenção, como é óbvio, não dura o tempo inteiro de aula que a criança é irrequieta.
Acho que tomaram uma óptima decisão. Todo o cuidado é pouco com piscinas em casa e mesmo nas praias. 
Beijinhos
Imagem de perfil

De Mia a 12.02.2018 às 14:35

Há sítios que não aceitam bebés. Aliás, a pediatra disse que ele podia logo aos três meses, mas não conheço nenhum sítio que aceite bebés com menos de seis. Algumas pessoas ficaram chocadas, outras acham que fizemos bem. Fomos por instinto, eu achei que ele ia gostar, e até ver acho que foi uma boa decisão. Quando sentir que deixa de ser, tira-se.
Imagem de perfil

De Sofia a 07.02.2018 às 18:34

Lembro-me que a minha irmã, quando tinha à roda dos sete, oito meses, também adorava estar na água e tentava nadar. Era adorável. 


Pena na altura ainda não haver aulas de natação para bebés -- ou, pelo menos, não era uma prática assim tão corrente.
Imagem de perfil

De Mia a 12.02.2018 às 14:33

Dá gosto vê-lo a brincar na água. Claro que se lhe trouxer algum problema acabaremos com as aulas, mas acho que numa criança saudável tem tudo de bom.
Imagem de perfil

De Life Inc a 08.02.2018 às 12:06

O nosso pediatra não recomendou natação antes dos 3 anos por causa de infeções relacionadas com bactérias na água mas sei que há quem não tenha essas recomendações. Começou aos 4 anos e já nada praticamente sozinha, o que é um descanso! temos piscina na casa de férias e até tinha pesadelos...

xoxo
Marta
Imagem de perfil

De Mia a 12.02.2018 às 14:33

Pelo que tenho visto, cada pediatra tem a sua abordagem. Os dois que seguem o monstrinho são diferentes em algumas coisas, por exemplo: um acha que não são precisos tampões de ouvidos, a outra acha que não pode tomar banho sem eles. Vamos andando e vamos vendo!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Oh, não gostaste do que escrevi?