Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Faz-me espécie ouvir pessoas que se queixam constantemente da solidão e não fazem nada pelos que passam pela sua vida. Quem se prende a picuices e merdinhas de nada para chutar quem lhes quer bem, mas ao mesmo tempo se lamuria pelos cantos que não tem ninguém e a vida não presta. Que existência tão triste deve ser não reconhecer um carinho, uma atenção, e ao mesmo tempo chorar a falta disso.

Há dias em que corria toda a gente ao estalo, a ver se deixam de ser parvas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:12


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Oh, não gostaste do que escrevi?