Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O meu coração não aguenta

por Mia, em 03.11.17

Eram três da manhã e dormíamos todos. Acordei com um barulho, o bebé estava engasgado. Mas não era o engasgado normal - tem demasiada saliva e não sabe o que lhe fazer, tosse, vira para o lado e dorme. Não era isso, era qualquer coisa diferente, tão diferente que me fez levantar como se tivesse uma mola e, imediatamente, colocar o miúdo na vertical. Não sei o que me fez perceber que era mais grave do que o normal, não sei o que me impulsionou a agir desta forma com tanta rapidez, e não quero pensar no que poderia ter acontecido se ele já estivesse a dormir no quarto dele.

 

Segurei-o ao alto e começou a cuspir leite e saliva. Dei-lhe palmadinhas nas costas, limpei-lhe a cara, achei que ia passar, mas não passou. Sentia-o aflito, uma respiração difícil, algo não estava bem. Não respirava bem ele, e não respirava bem eu. O pai pegou-lhe e virou-o ao contrário. Eu gelada, sentia o coração a bater-me na boca. Ele, calmamente, dava-lhe pancadinhas nas costas enquanto o mantinha de barriga para baixo. Chamo uma ambulância? - a âmbulância não vai chegar a tempo, pensava - diz-me o que fazer, estou bloqueada, não consigo pensar!! Fez-me sinal que olhasse para o bebé, que começava a respirar normalmente. Do nariz e da boca saía-lhe uma espécie de espuma, uma misturada de leite, saliva e ranho. Voei para o quarto dele e trouxe o aspirador nasal, e desobstruí-lhe as narinas. Vamos ao hospital na mesma, prefiro pecar por excesso de zelo, disse, enquanto me vestia. Trocamos o miúdo de colo e o pai, por sua vez, vestiu-se. Talvez seja melhor antes disso limpar-lhe o nariz com soro, só para ele respirar mesmo bem? Sim. Limpamos o nariz, e de imediato voltamos a ter um bebé sorridente e bem disposto. "A mama é conforto", dizem, por isso resolvi que lhe ia dar de mamar antes de sairmos de casa com ele. Não quis. Assim que lhe peguei, aninhou-se no meu colo e dormiu, e acabamos por decidir que o melhor seria não o tirar de casa, a meio da noite gelada, por uma situação que estava resolvida. Passei a noite deitada ao lado dele a observá-lo, e os dias seguintes sem conseguir dormir em condições. Não tenho estaleca para isto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:42


12 comentários

Imagem de perfil

De Mia a 07.11.2017 às 19:11

Não, pf não! Não tenho estofo para começar a pensar já nessas coisas...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Oh, não gostaste do que escrevi?