Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sondagem

por Mia, em 13.09.15

Digam de vossa justiça:

 

Casar pela igreja, sim ou não?

 

Sendo que:

- Eu tenho uma relação complicada com a religião. Já fui católica praticante, já acreditei muito em deus, e depois um dia apercebi-me da merda que existe no mundo, acompanhei de perto a injustiça que algumas pessoas sofrem, comecei a reparar em toda a hipocrisia e incoerência que a igreja nos ensina, e virei-lhe as costas. Hoje já não sei. Quero, gostava muito, de acreditar em alguma coisa, mas não sei se sou capaz, tenho dúvidas, só dúvidas.

 

- O homem, ainda que dizendo que não, liga a essas coisas.

 

- Os meus pais não ligariam peva. Apesar de eu achar que o meu pai talvez gostasse daquela coisa de me levar ao altar.

 

- Os sogros ficariam bastante agradados se isso acontecesse, para eles seria importante.

 

- A maioria avós, acham que essa questão nem se coloca, é um sim, sem qualquer sobra de dúvida.

 

- Os meus avós do coração, pessoas mais importantes do mundo, não se importariam se não o fizesse. Mas embora saiba que nunca o dirão, gostariam que sim.

 

 

Go!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:22


13 comentários

Sem imagem de perfil

De Patrícia a 13.09.2015 às 17:32

Segundo o que escrevesste, ganha o sim. Agora eu não me quero casar, por isso não sei.
Imagem de perfil

De Mia a 14.09.2015 às 10:30

Pois... daí as minhas dúvidas imensas :)
Sem imagem de perfil

De Diana a 13.09.2015 às 17:58

Se não acreditas, se o teu namorado não faz questão não faz sentido o casamento pela igreja. Na minha opinião, claro. 

A maior parte dos casais que casam pela igreja por achar que a família vai gostar acabam por se desiludir a eles próprios e aos outros nessa parte. Vai tornar-se uma parte secante e vazia de um dia que se quer cheio e animado. 


Vi isso acontecer com uma amiga minha, com quem tive esta mesma conversa e que casou pela igreja porque a mãe e a avó faziam questão e depois se arrependeu porque a cerimónia foi vazia como tudo, nada naquela cerimónia religiosa teve sentimento.


Agora claro que isso depende se tu estás mesmo de costas voltadas à religião ou às pessoas que te ensinaram a religião, segundo os seus próprios olhos. 


Quanto ao teu pai, há cerimónias civis tão bem organizadas e tão lindas que, para além de ele te poder levar à mesa da cerimónia na mesma, podes dar-lhes todo o protagonismo noutros momentos. E mesmo durante a festa. 


O que importa é que seja o casamento dos vossos sonhos, seja ele pelo civil ou pela igreja. E que tu e o teu namorado estejam de acordo, para não correrem o risco do: "não tive o casamento que quis por tua causa".


Espero ter ajudado. Tenho a certeza que vais tomar a decisão que te fizer mais feliz. 


http://aventuras2014.blogs.sapo.pt/
Imagem de perfil

De Mia a 14.09.2015 às 10:31

:) eu concordo. Mas... acho mesmo que o homem, apesar de jurar a pés juntos que não, gostava. Dúvidas, só duvidas!
Imagem de perfil

De Mula a 14.09.2015 às 00:37

Deves fazer o casamento que tu e o teu futuro marido querem e desejam, não se devem basear no que os outros querem para vocês...

Eu sou sincera, vou casar, poderia ser pela igreja, a minha mãe adoraria que fosse pela igreja, a mãe dele idem... nós: vamos casar pelo civil. Motivo? Porque é menos burocrático, porque é lindo casar num jardim enfeitado com cadeiras com laços vermelhos, porque pretendo casar perante "os homens" e não perante um padre, que poderá ser, sabe-se lá, mais pecador que todos os presentes juntos... Confesso, acredito em Deus... mas não acredito na religião nem na maneira de se difundir a religião católica, nos moldes actuais. Quem sabe um dia...
Imagem de perfil

De Mia a 14.09.2015 às 10:28

É complicado, porque eu sei que ele gostaria de o fazer pela igreja (apesar de não admitir), e eu... eu sei lá, honestamente por mim era só civil, mas vivo bem se for pela igreja...
Imagem de perfil

De Mula a 14.09.2015 às 14:22

Se ele gosta... já se sabe que um casamento é feito de pequenas cedências...
Mas parece-me que está  na hora de se sentarem, e falarem a sério sobre, e verem os prós e os contras de cada tipo de cerimónia. Vê se ele não se quer casar pela igreja apenas para agradar aos pais... pode ser o caso.
Imagem de perfil

De Claudia a 14.09.2015 às 14:46

Na minha opinião sim, mas lá está, é a minha opinião. Casámos pela Igreja e foi maravilhoso, toda a gente adorou o Padre e a missa que deu (já conhece o B há 14 anos), o coro foi super jovial e leve, a Igreja é linda de morte, foi um momento mágico, senti-me mesmo abençoada, não sei explicar. Adorei as leituras que escolhemos, ver a minha irmã, sobrinha e duas melhores amigas a lê-las perante as nossas pessoas, o significado, tudo. Para nós fez todo o sentido, nem nunca imaginei que fosse de outra forma, mas cada um sabe de si e cada casal é que tem de decidir.
Imagem de perfil

De Mia a 14.09.2015 às 16:42

Este fim de semana que passou assisti a uma cerimónia civil. Achei tão fria, acho que não combina falar de deveres e consequências legais num momento que é suposto ser tão romântico... mas eu sei lá...
Imagem de perfil

De Claudia a 30.09.2015 às 09:28

Eu acho que se o Padre for bom casar pela Igreja é muito melhor, mas também já apanhei Padres que são uma seca e não sabem falar bem, só dar sermão mesmo. E hoje em dia já nem se pode dizer que não se quer um casamento religioso porque querem cerimónia na praia ou no jardim, pois até isso alguns Padres já aceitam fazer! É uma questão de veres...
Imagem de perfil

De Mia a 09.10.2015 às 14:57

Não sabia que os padres casavam fora da igreja! Vou averiguar isso (entre outras coisas...)
Sem imagem de perfil

De Catarina a 12.10.2015 às 18:26

Desculpa meter-me, só hoje vim aqui parar e ao ver esta dúvida até acho que foi certeiro, porque - modéstia à parte - percebo qb do assunto! :)


Vou ser bastante directa para não me alongar em aspectos canónicos, e nota que em momento nenhum estou a julgar qualquer crença - só a tentar explicar.


Acho que se não acredita(m) no casamento pela Igreja, não deviam casar pela Igreja.
Percebo que depois falte o sentimento, mas acho que não se pode tapar buracos com palhotas. Se acreditam no divórcio, se acreditam que para casar bastam os dois, se não esperam receber os filhos que vierem ou educá-los na fé católica, se tu sentes que Deus não (te) quer bem - porque irias querer casar perante Ele e fazer promessas nas quais não acreditas? Num dia tão importante, em que a honestidade importa sobremaneira, acho que seria hipócrita.
Um aspecto técnico: casando nessas condições, o casamento nem sequer é válido pela Igreja. 


No entanto, se não tiverem a certeza do que é o casamento católico (que é um sacramento), aconselho-vos a ir pesquisar, perguntar, aprender. Pode ser que percebam a génese, que até concordem e que aí, sim, faça sentido casar pela Igreja. Sem esse passo fundamental, não há nada que distinga o civil do religioso que não a venue.


Se persistirem dúvidas, porque não tentas falar com um padre? Eventualmente do sitio onde casariam, para que acompanhe o vosso caminho e para que o conheçam também, isso ajuda sempre na celebração do matrimónio e torna tudo mais pessoal. Peçam um "CPM de teste antecipado" :)


Boa sorte e felicidades!
Imagem de perfil

De Mia a 22.10.2015 às 01:11

Obrigada pela opinião :)

O problema aqui é mais o ser importante para um de nós, no caso ele (ainda que não o admita, creio que para me deixar à vontade). No meu caso tenho muitas dúvidas, sou naturalmente desconfiada, e por muito que quisesse acreditar em algo superior (seria tão mais simples, acredita), a verdade é que não consigo. Ou não sei se consigo. É complicado.

Depois há aquela coisa de querer agradar aos que nos são queridos, sabendo que é importante para eles. No fundo, se formos a ver, a chata aqui sou só mesmo eu...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Oh, não gostaste do que escrevi?