Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




E não estou contente com isso.

 

 

Parece confuso?

 

 

É aquela palavrinha ali que me faz espécie, "electiva". Que diz que "escolhi" fazer uma cesariana, que me faz sentir mais fraca, menos capaz, de alguma forma menos digna.

 

 

Não sou de fanatismos: já aqui disse que queria um parto natural, pelas vantagens comprovadas, mas se tivesse que fazer uma cesariana aceitaria pacificamente. Mas não "tive que". Foi-me recomendado que o fizesse, devido ao peso da criança e à perspectiva de um parto complicado, mas em ultima instância a decisão foi minha, nossa, e decidimos os dois que não valia a pena correr o risco. Decidimos que o bebé, eu, e a nossa família somos a prioridade.

 

 

Então porque me sinto assim? Porque sinto que estou a falhar? Porque é que tenho vergonha da minha opção, como se escolher evitar um parto traumático fosse uma coisa terrível?

Autoria e outros dados (tags, etc)


46 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.07.2017 às 12:18

Não estás a falhar em nada, ser mãe não é dar à luz é amar e cuidar em todas as circunstancias  pela vida fora. A sociedade "mães malucas das teorias" é que impinjem que tem que ser parto natural que tem que se amementar, que tem que se ..."merdinha para elas" que depois são as primeiras a ser más cuidadoras dos filhos, a enche-los de açúcar mal começam a comer e a despeja-los em casa dos avós e tios só para não terem que os aturar a fazerem a sua vidinha de solteiras. Não interessa se nasce de parto natural ou cesariana o que interessa é o melhor para o bebé e para tí e se o melhor for a cesariana optimo, é só um momento que não vai interessar mais nada...o que interessa é que o teu filho possa nascer da melhor forma possivel porque para complicado já bastava quando nasciam em casa e era uma sorte não haver problemas. As maiores felicidades do mundo ...
Imagem de perfil

De Mia a 28.07.2017 às 13:55

Isso é tão verdade! E eu sei que metade das complicações que tenho na cabeça são "trauma social" por causa do que nos impingem como sendo certo ou errado...Obrigada Image
Sem imagem de perfil

De Aninhas a 28.07.2017 às 13:01

Qualquer parto, não é péra doce! Não se sinta culpada de nada, o seu bem estar e do bébé acima de tudo! Um raparia dos seus talvez 37 anos, foi mãe há 1mês, desde k soube k estava grávida optou logo pr cesariana, e a bébé nasceu com 2,550g ! Não se preocupe com a opinião dos outros! Que lhe corra td pelo melhor! Gosto mto de ler seus Blogs. Bjnho.
Imagem de perfil

De Mia a 28.07.2017 às 13:54

Obrigada <3 beijinho
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.07.2017 às 14:15

E vai correr tudo muito bem! E em breve tens a tua cria nos braços! A minha primeira cesariana não foi electiva, mas a segunda foi! Antes assim do que correr o risco de perder os meus filhos ou deixa-los com sequelas. Porquê sofrer? sofres quando tens uma dor de cabeça? Não, porque tomas um comprimido e tudo passa! Logo, ... porque é que tens que sofrer num momento tão bom e tão feliz como o nascimento dum filho!! Felicidades!
Imagem de perfil

De Mia a 31.07.2017 às 11:18

É exactamente isso. O mais engraçado é que eu normalmente sou aquela que sofre com a dor de cabeça, que prefere ter a dor do que estar a tomar medicação, e sou duramente criticada por isso. Mas neste assunto, tão mais sério, apontam-me o dedo por fazer o oposto, vá-se entender!
Obrigada*
Imagem de perfil

De para ti. a 28.07.2017 às 14:22

Olá! Não te sintas mal com isso, certamente será o melhor para os 2! Conheço uma amiga que a bebe nasceu com 4,300kg parto natural e foi horrível... 16h trabalho parto com ferros e ventosas....
Portanto melhor assim! :D
Imagem de perfil

De Mia a 31.07.2017 às 11:16

A minha mãe quase morreu para ter o meu irmão, mais de 4 kg de parto normal, ainda hoje é difícil falar sobre isso... Espero estar a tomar a melhor opção.
Sem imagem de perfil

De Aninhas a 28.07.2017 às 14:37

Pra se ser boa MÃE, temos k sofrer? Então ker dizer k não há pai k preste! Eles não sofrem nada! Não nos basta ver k andar com um barrigão do caraças, e tantas mães k nos primeiros meses passam tão mal, não foi o meu caso! BOLAS, prq as mulheres teem k sofrer tanto? Só tenho uma filha, já bem adulta, no meu tempo só faziam cesariana , dp da pessoa estar horas e horas em trab de parto, a gritar a chorar, como eu digo a ganir! Se eu fosse mãe nos dias de hoje, não pensava 2vezes, cesariana! Boa sorte! Bjnho.
Imagem de perfil

De Mia a 31.07.2017 às 11:08

Pois, é essa a crença que nos incutem: só és boa mãe se sofreres. Ainda este fim de semana, uma pessoa que não sabe que já tenho a cesariana marcada me perguntou se iria fazer o parto (normal) com epidural. Quando eu disse que sim fui fortemente criticada, porque "não é tão natural"!!!
Imagem de perfil

De Ana Rita 🌼 a 28.07.2017 às 15:55

Também tive uma cesariana (porque o Francisco era pélvico e o risco de complicações para ambos era imenso)não me senti menos NADA porque escolhi ter o meu filho "sem dor"!! 
Não há desmérito nem vergonha em preferir uma cesariana quando a mesma nos é aconselhada pelo bem da mãe e do bebé!


Até porque aquilo que não "sofremos" durante vamos sofrer depois... deixa que doí na mesma - o não doí é só mesmo uma questão de timing... 
Imagem de perfil

De Mia a 31.07.2017 às 11:03

É aquela coisa do "escolher", somos tão julgadas por isso... Só quero que corra tudo bem.
Imagem de perfil

De C.S. a 28.07.2017 às 18:37


Esse sentimento vai desaparecer e o mais importante és tu e a tua família e que tudo corra bem.
Bom fim-de-semana, querida. Bjs
Sem imagem de perfil

De NM a 28.07.2017 às 22:36

Sentes-te "assim" porque estás grávida. Só isso. Em quaisquer três anos recuperas a sanidade e voltas a conseguir racionalizar as coisas. :)
(obviamente que tomaste a decisão mais avisada... :))

Muitos beijinhos e que tudo corra na perfeição.

P.S. Cuidado com a amamentação. Não te deixes ir em cantigas... O importante é o bebé ser bem alimentado e tu estares feliz. Isso é que é importante. Tu e o pai do bebé é que sabem. Ouvidos moucos ao resto. (Não, não consegui amamentar e sofri horrores com isso... Com o dedo apontado, até de profissionais de saúde, de que não estava a tentar o suficiente...)
Imagem de perfil

De Mia a 31.07.2017 às 11:01

Três anos, coisa pouca :D

Obrigada :) Eu dantes conseguia ser extremamente racional com estas coisas e tinha imensas certezas absolutas agora é que tenho este cérebro de pudim e apesar de saber que muitos dos meus dramas são não-questões, deixo-me levar. Culpo as hormonas!
Imagem de perfil

De nada acontece por acaso a 28.07.2017 às 22:46

Não te martirizes com isso, a sério. Antes assim do que, como no meu caso, a bebé entrar em sofrimento ao fim de oito horas de trabalho de parto terminando numa cesariana de urgência. 
A pressão que a sociedade impõe sobre as grávidas, mães, sobre a amamentação e tudo o que está relacionado com gravidez e bebés é brutal. Faz por te borrifares nisso, não deixes que te diminuam como mãe que és. Seguiste o teu instinto na escolha do melhor para ti e para o teu filho. Isso já faz de ti uma boa mãe, uma excelente mãe, aliás. Beijinhos e que corra tudo bem.
Imagem de perfil

De Mia a 31.07.2017 às 10:55

Obrigada :)
É um bocado esse o meu medo, se a perspectiva já é de um parto difícil e ainda nem começou, sabe-se lá como há de correr. Até pode correr bem, mas pode correr mal, e eu não estou disposta a arriscar com isto, já perdi demasiado!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.02.2018 às 01:22

Tive a minha primeira filha há 15 anos. Parto normal e sem epidural (embora lá estivesse a anestesista)foi horrível, horas e horas com dores, até acho que isso psicologicamente marca muito negativamente as pessoas e não desfrutam do momento bonito que é o nascimento de um filho. Acho que se houver outras alternativas que minimizem o sofrimento é a melhor opção. Daqui a 2 meses vai nascer a minha segunda filha e já disse ao médico: cesariana.
Imagem de perfil

De Mia a 18.02.2018 às 10:51

Ouvi e li histórias terríveis de partos durante toda a gravidez. Conheço mesmo quem tenha estado muito mal e cujo filho tenha nascido com problemas de saúde por terem tentado forçar o parto natural até ao último momento, um horror mesmo. Acho que sim, que se deve incentivar o natural, mas também se deve saber desistir e avançar para a cesariana quando é necessário. Que corra tudo bem, um beijinho

Comentar post


Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Oh, não gostaste do que escrevi?